UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 18h06

Frio deixa mais de 80 mortos na América do Sul

ANSA
LIMA, 19 JUL (ANSA) - Ao menos 81 pessoas faleceram nos últimos dias na América do Sul em decorrência de uma onda de frio que tem afetado vários países e que também tem criado problemas econômicos, principalmente nas zonas rurais.

No Peru, 42 crianças morreram nas últimas semanas no altiplano andino como consequência das baixas temperaturas registradas na região. Em alguns lugares do departamento de Puno, na fronteira com a Bolívia, a temperatura chegou a -23ºC.

Médicos do posto de saúde de San Antonio de Putin, localizado a 4,5 mil metros acima do nível do mar, na região de Puno, confirmaram que os falecimentos ocorreram em várias zonas e foram ocasionados por infecções respiratórias. As vítimas tinham até 12 anos de idade.

Emissoras de TV locais informaram no domingo à noite sobre a situação de emergência que muitos povoados vive. O Ministério da Agricultura também teme que as cabeças de gado não resistam por falta de pasto e pelo congelamento das lagoas que abastecem a região.

A onda de frio chegou a atingir cidades costeiras, inclusive a capital peruana, enquanto na região da floresta amazônica, onde nesta época do ano as temperaturas não caem para menos que 35ºC, estão entre 14ºC e 15ºC.

Também foram registradas 14 mortes decorrentes do frio na Bolívia, sete no Paraguai, 11 na Argentina e duas no Uruguai. Nove das vítimas bolivianas viviam na cidade de El Alto, a quatro mil metros de altitude, onde a temperatura caiu para menos de 9ºC.

De acordo com Félix Trujilo, do Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia da Bolívia, "as cadeias de frio serão cíclicas, ou seja, na próxima semana o ambiente voltará a gelar e é provável que até caia neve em algumas regiões".

Ainda no Peru, o Ministério da Educação avalia a possibilidade de suspender temporariamente as aulas nos departamentos da zona andina, enquanto na Bolívia as aulas já foram suspensas até quarta-feira, e no altiplano até o fim da semana.

No Brasil, na região sul, cinco pessoas morreram por hipotermia desde o fim da semana passada por conta da passagem da onda de frio polar. Os termômetros chegaram a marcar -5,7ºC a cidade de General Carneiro, no Paraná. Estima-se que a situação na região persista até o mês de setembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host