UOL Notícias Notícias
 
20/07/2010 - 16h38

Oposição mexicana pede legislação específica para crimes de terrorismo

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 20 JUL (ANSA) - O Partido Revolucionário Institucional (PRI), principal força de oposição ao governo no Congresso mexicano, propôs hoje uma legislação sobre o terrorismo, após um carro-bomba explodir na última quinta-feira em Ciudad Juárez, na fronteira com os EUA.

O vice-coordenador do PRI na Câmara dos Deputados, Jorge Ramírez, explicou que as leis secundárias e regulamentos locais "não preveem condições para julgar alguém por terrorismo". Assim, o responsável pela explosão de um carro-bomba "seria julgado como um criminoso comum", avaliou.

Por isso, é urgente "revisar o sistema penal para ver se efetivamente o julgamento e a sentença sob a figura do delinquente comum são suficientes" frente a atos como o ocorrido na semana passada, que causou a morte de cinco pessoas, entre elas um policial federal, argumentou.

Para Ramírez, o país "está em perigo pela escalada dos níveis de violência" que já levou à morte cerca de 25 mil mexicanos desde que o presidente Felipe Calderón assumiu seu cargo, em dezembro de 2006. O mandatário foi o responsável pela incorporação do Exército na luta antidrogas.

"Não há confiança no que foi realizado até hoje pelas autoridades mexicanas, e com o melhor ânimo podemos dizer que temos sido rebaixados e os criminosos são cada vez mais audaciosos e perigosos", opinou.

A agressão com o automóvel foi meticulosamente planejada. Os criminosos, que poderiam integrar o cartel de Juárez, deixaram uma pessoa gravemente ferida no ponto em que estava o veículo e acionaram as autoridades. Quando policiais e equipes de resgate chegaram ao local, o carro foi detonado via celular.

Depois desse atentado, os debates sobre a violência aumentaram. Para analistas, o México ingressou em uma nova fase, que já é chamada de narcoterrorismo e é considerada uma forma das organizações criminosas mostrarem seu poder frente à investida de Calderón.

Na madrugada de domingo, outro ataque levou à morte 18 jovens na cidade de Torreón, no estado de Coahuila, e dez pessoas ficaram feridas. Homens armados invadiram um salão de festas e dispararam contra o grupo que celebrava um aniversário.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h19

    1,05
    3,179
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h27

    -0,98
    67.919,46
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host