UOL Notícias Notícias
 
24/07/2010 - 15h36

50 corpos são descobertos em vala comum no México

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 24 JUL (ANSA) - Meia centena de cadáveres foram recuperados de fossas clandestinas usadas pelo crime organizado no município mexicano de Juárez, em Nuevo León, segundo informaram hoje fontes militares e da promotoria.

As buscas por mais restos mortais continuam no local conhecido como Hacienda Calderón, que fica próximo a Monterrey, capital do estado, na fronteira com os Estados Unidos.

Dos corpos recuperados por enquanto, 12 foram encontrados durante a madrugada. Até a noite de ontem, a Procuradoria de Justiça de Nuevo León havia informado a obtenção de 38 corpos, dos quais 36 pertenciam a homens. A maioria deles trazia tatuagens e tinha idades entre 20 e 50 anos.

No terreno, que ocupa uma área de três hectares, soldados do Exército descobriram na quinta-feira pelo menos sete locais com terra removida. Presume-se que todos sejam valas comuns usadas por narcotraficantes, e as buscas são realizadas com a ajuda de duas retroescavadeiras.

No último mês de maio, foram descobertos 55 cadáveres em respiradouros de uma mina abandonada em Taxco, estado de Guerrero, sul do México -- tornando o lugar o maior cemitério clandestino do país.

A nação governada por Felipe Calderón enfrenta uma onda de violência que já matou pelo menos 25 mil pessoas desde 2006, segundo dados oficiais, em uma luta que envolve narcotraficantes e a militarização das ações governamentais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host