UOL Notícias Notícias
 
25/07/2010 - 13h51

Parlamentares chilenos pedem que visita de Santos ajude em crise Colômbia-Venezuela

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 25 JUL (ANSA) - Parlamentares do governo e da oposição do Chile defenderam que a visita que o próximo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, inicia hoje a Santiago deve contribuir para destravar a crise entre este país e a Venezuela.

"Espero que a visita do mandatário eleito seja um momento para que o Chile advogue por uma rápida resolução da tensão bilateral entre Venezuela e Colômbia", afirmou o legislador socialista Marcelo Díaz, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados.

"Ao Chile não corresponde pedir explicações nem a Venezuela nem a Colômbia. O Chile não é parte do conflito e tem que ajudar para que ele se resolva", continuou o parlamentar, em entrevista à rádio Bío-Bío.

Ambas nações romperam relações diplomáticas nesta quinta-feira, depois que Bogotá acusou Caracas perante a Organização dos Estados Americanos (OEA) de "tolerar" a presença de guerrilheiros colombianos em seu território.

O governista Hernán Larraín, titular da Comissão de Relações Exteriores do Senado chileno, disse acreditar que a visita de Santos "ajudará a potencializar os vínculos, que são não só convenientes, mas necessários em um conceito de integração".

Larraín contrapôs, no entanto, que a relação com a Colômbia "não pode debilitar nossos laços com a Venezuela, que também são igualmente convenientes e necessários".

Santos chegará na noite de hoje a Santiago, e manterá um jantar privado com o presidente local, Sebastián Piñera, a quem visitará amanhã no Palácio de La Moneda, sede do governo.

A estadia no Chile faz parte de um giro que o mandatário eleito faz por vários países da América Latina. Ele já esteve no México e no Panamá, e viajará ainda a Argentina e Peru.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host