UOL Notícias Notícias
 
03/08/2010 - 10h04

Lula e Cristina discutirão crise Colômbia-Venezuela após desistência de Chávez

ANSA
BUENOS AIRES, 3 AGO (ANSA) - A agenda da reunião de hoje entre os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da Argentina, Cristina Kirchner, foi ampliada para incluir a crise entre Colômbia e Venezuela depois da desistência do mandatário deste país, Hugo Chávez, de comparecer à 39ª Cúpula do Mercosul, nesta terça-feira.

Marcada em ocasião do encontro de chefes de Estado do bloco regional, que iniciaria às 10h (mesmo horário de Brasília) na cidade argentina de San Juan, o colóquio bilateral deve começar às 14h locais.

O conflito entre os governos de Chávez e Álvaro Uribe foi intensificado no dia 22, quando Caracas rompeu relações com Bogotá depois de ser acusada perante a Organização dos Estados Americanos (OEA) de tolerar a presença de guerrilheiros em seu território.

O mandatário venezuelano cancelou sua viagem à cúpula do Mercosul, dizendo estar com gripe. Analistas, no entanto, consideram que a ausência pode ter sido motivada por descontentamentos frente à atuação do ex-presidente argentino e secretário-geral da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), Néstor Kirchner, em relação à crise.

Com a desistência de Chávez, as discussões sobre Colômbia e Venezuela adquiriram um papel de destaque na agenda do encontro entre Lula e Cristina -- excluindo temas como o retorno de Honduras à OEA após o golpe de Estado do ano passado.

Ontem à tarde, Argentina e Brasil admitiram que os eixos centrais de conversa, inicialmente, seriam um acordo nuclear estratégico e a produção de fármacos. Segundo informações do jornal Clarín, as duas chancelarias esperavam abordar em profundidade temas destinados a fortalecer os laços bilaterais, com projetos bem específicos.

Além disso, também estariam na pauta pagamentos em moeda local, que são realizados com lentidão, e programas de integração de infraestrutura. Nesse contexto, a agenda deveria incluir uma análise da situação econômica internacional, seu impacto no continente e a evolução da política mundial.

A reunião de Lula e Cristina faz parte do Mecanismo de Integração e Coordenação Brasil-Argentina, criado em 2008 com o objetivo de acompanhar as iniciativas conjuntas e avaliar novos programas de cooperação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,12
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host