UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 18h47

Correa diz que não esquecerá participação de Santos em ataque ao Equador

ANSA
QUITO, 5 AGO (ANSA) - O presidente do Equador, Rafael Correa, confirmou hoje que assistirá à cerimônia de posse do mandatário eleito da Colômbia, Juan Manuel Santos, neste sábado, mas indicou que nunca se esquecerá do ataque ao território de seu país, em março de 2008.

"Jamais esqueceremos o que ocorreu em 1º de março e que o senhor Santos, atual presidente eleito da Colômbia, foi o ministro da Defesa que ordenou a operação e que em um momento dado até se orgulhou disso", analisou Correa.

Ao ser perguntado se cumprimentaria o sucessor de Álvaro Uribe, o mandatário equatoriano respondeu que sim, pois "temos que olhar em direção ao futuro".

A ação de militares colombianos no Equador foi realizada sem a autorização do país e tinha o objetivo de atacar um acampamento da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Considerando que o bombardeio -- que deixou 26 mortos -- constituiu uma violação de sua soberania, Quito rompeu as relações diplomáticas com Bogotá.

No final do ano passado, os países iniciaram uma aproximação com o envio de seus respectivos encarregados de negócios, mas o processo foi interrompido durante as eleições na Colômbia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h39

    0,18
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h44

    0,43
    64.961,99
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host