UOL Notícias Notícias
 
06/08/2010 - 10h26

Descarrilamento de trem mata uma pessoa em Nápoles e fere dezenas

ANSA
NÁPOLES, 6 AGO (ANSA) - Um trem descarrilou nesta sexta-feira na periferia de Nápoles, no sul da Itália, deixando um morto e dezenas de feridos, um dos quais em estado grave, segundo reportaram autoridades locais.

Giuseppe Marotta, de 71 anos, chegou a ser retirado vivo das ferragens, mas não resistiu e morreu no hospital Loreto Mare, para onde 40 dos feridos foram levados -- 21 homens e 19 mulheres. Um dos passageiros do trem, um homem de 25 anos, está em coma.

Segundo Giovanni Fricano, responsável pelos bombeiros que atuaram no resgate realizado na estação de Gianturco, "um passageiro contou que o trem percorria a linha férrea muito velozmente, estava em uma curva e mudando de direção".

De acordo com a prefeita de Nápoles, Rosa Russo Iervolino, é provável que o condutor do trem tenha aumentado subitamente a velocidade do veículo.

"Precisamos apontar que os trilhos eram novos, tinham apenas um ano", observou ela, afirmando que "o trem estava a 40 quilômetros por hora em um trecho no qual o limite é de 20". Quando for possível analisar a caixa preta da máquina, "saberemos se, por acaso, o condutor sofreu algum mal-estar repentino", atestou a prefeita.

A responsável pelo serviço de emergências de Nápoles, Alessandra Tedesco, fez um primeiro balanço da tragédia. "Socorremos muitas pessoas com politraumatismos e contusões diversas e, em muitos dos casos, foi bastante forte o impacto psicológico para os passageiros. Por sorte, não havia crianças ou mulheres grávidas a bordo", apontou.

"Muitos deles não entendiam o que lhes havia acontecido. Disseram que de repente foram 'amassados'", completou Tedesco.

De acordo com um dos passageiros, Patrizio Straiano, de 19 anos, "o maquinista, logo após o acidente, fugiu. Antes, eu o vi falando ao celular". O rapaz, que estava com três amigos, sofreu apenas uma luxação nas costas.

"Depois da parada no centro [da cidade], quando deveria virar à esquerda, o trem andou em linha reta, batendo contra um muro. Nós que estávamos a bordo caímos todos", contou Straiano.

A província da Campânia, região da qual Nápoles é capital, abrirá uma investigação para avaliar o ocorrido. O trem havia partido da localidade de San Giorgio a Cremano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host