UOL Notícias Notícias
 
06/08/2010 - 15h45

Em tom de despedida, Lula afirma em Caracas que Brasil continuará a defender unidade

ANSA
CARACAS, 6 AGO (ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao participar hoje da reunião de abertura da Secretaria da Cúpula América do Sul-África (ASA), em Caracas, garantiu que, após o término de seu mandato, o Brasil continuará demonstrando "a mesma disposição" em busca da unidade que por muito tempo foi uma "retórica" de discursos.

Já em tom de despedida, Lula recordou sua experiência nestes oito anos de governo e ressaltou a importância da aliança entre as duas regiões, que possuem, segundo o mandatário, grande potencial, além de serem iguais por pensarem "na construção" de um futuro comum.

O presidente, ao lado do líder venezuelano, Hugo Chávez, prometeu ainda -- após o término de seu mandato, em 1 de janeiro de 2011 -- estar disponível para contribuir com a América Latina e com a África.

Lula chegou à Venezuela pouco depois das 11h locais (12h30 no horário de Brasília). Ele foi recebido pelo vice-presidente Elías Jaua e, logo, uniu-se a Chávez e ao secretário-geral da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), Néstor Kirchner, que está em Caracas desde ontem.

O principal tema dos encontros deverá ser a crise entre Colômbia e Venezuela, cujas relações estão rompidas desde o último mês. Lula, assim como Kirchner, pede por uma solução pacífica e negociada entre as duas nações.

Acompanha o presidente nesta viagem o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Ainda hoje, o brasileiro parte rumo a Bogotá, onde deverá chegar no fim do dia para assistir amanhã à cerimônia de posse de Juan Manuel Santos, presidente eleito em 20 de junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host