UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 18h22

México: Responsável por hospital que errou diagnóstico sobre bebê é demitido

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 10 AGO (ANSA) - O diretor do Hospital Geral de Tulancingo, Adolfo Martínez, foi demitido por negligência médica depois que uma recém-nascida foi declarada morta enquanto ainda respirava.

A decisão foi tomada pela Secretaria de Saúde do departamento [estado] de Hidalgo, que abriga a localidade de Tulancingo.

A bebê, que nasceu depois de apenas 24 semanas de gestação, começou a se mexer no caixão durante o próprio velório, que era realizado após ela ter ficado horas em uma câmara frigorífica.

Posteriormente, a menina foi levada para Hospital Geral de Pachuca, a 150 quilômetros da Cidade do México, mas não resistiu.

A médica que cometeu o erro de diagnóstico, Jenny Heredia, também foi retirada de seu cargo. Já o subdiretor do hospital, Ernesto González, é mantido sob prisão domiciliar.

Além disso, a Promotoria Pública de Hidalgo abriu uma investigação sobre o caso.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h29

    -0,09
    3,145
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,64
    65.099,56
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host