UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 17h43

Especialista paraguaio critica decisão de Lugo de consultar médicos brasileiros

ANSA
ASSUNÇÃO, 11 AGO (ANSA) - O médico paraguaio Francisco Perrota, diretor do centro de Oncologia do Instituto de Previdência Social, criticou hoje a postura do presidente do país, Fernando Lugo, de realizar exames no Brasil, classificando esta decisão como um "desprezo à capacidade" dos profissionais locais.

"Há muitos profissionais muito capazes" no Paraguai, disse o especialista, ao ser entrevistado pelo jornal ABC Color sobre a viagem de Lugo a São Paulo, onde é submetido a exames no Hospital Sírio-Libanês.

Para Perrota, essa decisão pode ser considerada como "um desprezo à capacidade do médico paraguaio", porque "há muito egoísmo, não há um conceito de trabalho multidisciplinar".

"Espero que o médico que irá tratar do presidente não seja daqueles que vêm [ao Paraguai] fazer exercício ilegal da medicina", opinou o doutor.

Lugo chegou ontem à capital paulista, onde foi submetido a alguns exames. Hoje, o chefe do Gabinete Civil e secretário-geral da presidência paraguaia, Miguel López Perito, informou que as novas análises confirmaram o diagnóstico de linfoma, detectado na última semana ainda no Paraguai.

Às 18h30, horário de Brasília, os médicos brasileiros que atendem o chefe de Governo concederão uma coletiva de imprensa. A equipe que o auxilia é a mesma que prestou atendimento a Dilma Rousseff, candidata pelo PT à Presidência.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host