UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 18h25

Parlamento andino pede à Venezuela que retorne à CAN

ANSA
LIMA, 11 AGO (ANSA) - O Parlamento Andino pediu hoje que a Venezuela volte à Comunidade Andina de Nações (CAN), após cumprimentar o país pelo restabelecimento das relações diplomáticas com a Colômbia, nação que integra o grupo regional.

O titular do Parlamento da CAN, o peruano Wilbert Bendezú, e a mesa diretiva do Legislativo, acompanharam a decisão dos governos de Hugo Chávez e Juan Manuel Santos em busca da retomada dos vínculos rompidos em 22 de julho passado.

Para os parlamentares, a decisão foi "democrática e integracionista". "Desde que congelaram as relações economias, o intercâmbio comercial entre ambos os países caiu de US$ 7 bilhões a US$ 2 bilhões", recordou Bendezú.

Em 2006, com críticas à comunidade de países andinos, dizendo que o "império [norte-americano] a destruiu", Chávez anunciou a saída da entidade formada ainda por Equador, Bolívia e Peru.

Na época, o mandatário venezuelano condenou a assinatura de um Tratado de Livre Comércio entre Colômbia e Estados Unidos, que, segundo ele, iria gerar uma concorrência "desleal" aos produtos venezuelanos no mercado vizinho.

O TLC, contudo, ainda não foi ratificado pelos congressistas norte-americanos, que condicionam a assinatura à melhoria da situação dos direitos humanos.

Logo após Santos assumir a presidência, no sábado passado, uma comissão dos EUA pediu a ele que trabalhe nisso. "Não há melhor amigo para os Estados Unidos que a Colômbia na região", esclareceu o senador George Lemieux, após reunir-se com o novo mandatário colombiano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host