UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 20h09

Chile: Presidente do Senado acusa governo de desprestigiar oposição ao ligá-la a Farc

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 16 AGO (ANSA) - O presidente do Senado chileno, Jorge Pizarro, acusou hoje o governo de articular uma "operação política de desprestígio" contra deputados comunistas supostamente vinculados às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Esse anticomunismo raivoso no qual estão caindo alguns não resiste a maior análise", declarou o parlamentar, que pertence ao oposicionista Partido Democrata-Cristão (PDC).

Os legisladores Guillermo Teillier e Lautaro Carmona, junto a outros cinco dirigentes políticos, teriam sido citados como contatos das Farc para facilitar a entrada da guerrilha no Chile, em um dossiê enviado pela Colômbia ao Ministério Público local.

Teillier, titular do Partido Comunista (PC), apontou que "apelidar de terrorista está na moda", ao criticar as declarações do presidente chileno, Sebastián Piñera, que chamou os parlamentares a se explicarem ao país.

"Isso tem cheiro das velhas práticas como o anticomunismo, a exclusão, a volta às divisões", assinalou Teillier.

"Se ele [Piñera] tem algum dado sério de que eu esteja passando sobre a Justiça no Chile, o melhor é que peça aos tribunais para que me tirem do cargo de deputado e que façam todas as ações que tenham que fazer", acrescentou.

O presidente do PC afirmou ainda que irá denunciar o fato no XVI Encontro do Foro de São Paulo, evento que vai reunir membros de partidos de esquerda, centro-esquerda e progressistas da América Latina, entre os dias 17 e 20 de agosto, em Buenos Aires.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host