UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 16h02

ONU acusa México de executar ações racistas como as do Arizona

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 16 AGO (ANSA) - A Organização das Nações Unidas (ONU) manifestou sua preocupação ao governo do México por entender que a polícia do país executa ações racistas contra estrangeiros sem documentos.

As ações das forças de ordem locais seriam semelhantes às contidas na lei anti-imigração aprovada pelo estado norte-americano do Arizona em julho e que, de acordo com críticos, permitiria a perseguição de imigrantes com base em seu "perfil racial".

O jornal Milenio publicou hoje que o Conselho de Direitos Humanos da ONU denunciou que os imigrantes são vítimas de diversos abusos e crimes no México. Os estrangeiros, principalmente da América Central e do Sul, sofrem "xenofobia, agressões, torturas e até assassinatos" por parte das forças de segurança.

O expediente foi enviado ao plenário da comissão em 25 de maio pelo relator especial das Nações Unidas para os Direitos Humanos de Migrantes, Jorge Bustamante. Ele incluiu no texto diversos casos que ilustram as denúncias sobre os crimes sofridos no norte e no sul do México.

A Lei Geral de População, a principal norma migratória mexicana, permite que qualquer autoridade verifique o status dos estrangeiros que fizerem alguma solicitação.

Além disso, assim como no Arizona, é proibido dar emprego a estrangeiros que não demonstrem previamente que vivem de forma legal no país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host