Brasileiro Amauri é denunciado por desacato na Itália

TURIM, 18 AGO (ANSA) - O atacante Amauri, da Juventus, foi denunciado pela polícia da cidade de Moncalieri, próxima a Turim, no norte da Itália, pelo crime de desacato à autoridade.

Ontem à noite, o jogador contestou uma autuação por estacionar em local proibido. De acordo com a versão dos policiais, o brasileiro perdeu a compostura a ponto de os agentes fazerem a denúncia.

Amauri recebeu a cidadania italiana em abril e acabou sendo convocado pelo novo técnico da seleção da Itália, Cesare Prandelli, para o amistoso contra a Costa do Marfim, ocorrido no último dia 10, com a derrota para os marfinenses por 1 a 0.

Logo após a escalação do jogador, integrantes da Liga Norte lançaram duras críticas à atuação de atletas estrangeiros na seleção. O deputado Davide Cavalotto afirmou, na época, que "evidentemente não foi suficiente o que ocorreu no último Mundial", referindo-se à eliminação ainda na primeira fase do torneio.

Na Itália desde 2000, Amauri, de 30 anos, atuou pelo Palermo e pelo Chievo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos