UOL Notícias Notícias
 
18/08/2010 - 14h10

Piñera faz apelo a Deus para resgatar mineiros presos há 13 dias

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 18 AGO (ANSA) - O presidente chileno, Sebastián Piñera, voltou hoje a pedir ajuda a Deus para resgatar com vida os 33 mineiros que foram isolados por um desmoronamento de terra há 13 dias em uma mina no norte do país.

"Temos feito e vamos continuar fazendo todos os esforço humanamente possíveis para tentar resgatá-los com vida, que é o que todos os chilenos querem", afirmou Piñera.

O desmoronamento ocorreu na madrugada do dia 5 na mina de San José, na cidade de Copiapó. As autoridades mobilizaram equipes técnicas para retirar os trabalhadores do local, mas as atividades seguem mais um dia sem nenhum êxito.

"A situação é complexa, as dificuldades são enormes. Trata-se de uma mina cheia de falhas geológicas, que tem muitas grutas e sofreu muitos desmoronamentos e que, além disso, tem uma série de vulnerabilidades em suas cavidades internas e que continua se mexendo", reiterou o mandatário, ao falar mais uma vez sobre o caso.

Na ocasião do desmoronamento, Piñera que realizava uma viagem internacional e assistiria à cerimônia de posse de Juan Manuel Santos, presidente colombiano que assumiu no dia 7, cancelou seus compromissos e retornou ao país para acompanhar a situação de perto.

Há mais de uma semana, ao retomar o tema, ele declarou que "o desafio não é fácil. Isto não está só em nossas mãos, também está nas mãos de Deus".

Ontem, o engenheiro responsável pelo resgate, André Sougarret, disse à imprensa que a retirada dos trabalhadores debaixo da terra "pode levar meses". Segundo o especialista, a técnica que está sendo usada, por enquanto, é a de sondagens com o objetivo de estabelecer contato com os mineiros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host