UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 14h41

Brasil apoiará Paraguai no combate às plantações de maconha

ANSA
ASSUNÇÃO, 19 AGO (ANSA) - O Brasil ajudará o Paraguai na luta contra as plantações de maconha, já que é o principal mercado da droga produzida neste país, anunciou hoje o titular da Secretaria Nacional Antidrogas local (Senad), César Aquino.

"Eles [os brasileiros] nos disseram que têm a obrigação de nos apoiar porque se veem como uma parte responsável pelo cultivo", manifestou ele, logo após conversar com o presidente da nação, Fernando Lugo.

Sobre o tema, o funcionário indicou que entre 80% e 85% da maconha produzida no Paraguai tem como destino a nação vizinha.

Recentemente, Aquino esteve em Foz do Iguaçu a convite do Itamaraty e participou de um encontro ao qual também compareceram representantes da União Europeia (UE), que teriam se comprometido a contribuir com a tarefa.

De acordo com informações divulgadas no site da Presidência do país, o titular comentou que foi discutido o convênio existente entre a Senad e a Polícia Federal brasileira, em vista de um maior apoio econômico à instituição paraguaia.

Aquino apontou ainda que as autoridades pensam em programas de plantações alternativas para ajudar os camponeses, a fim de evitar que eles sigam cultivando o produto.

"Em seu momento e de acordo com o que podemos receber, digamos em dinheiro, pode ser conseguido este desejo, que é tanto da Secretaria Nacional Antidrogas como do grupo da Chancelaria brasileira", continuou ele.

Um informe recente da Senad indicou que desde o início do ano a instituição paraguaia já destruiu 686 hectares de maconha e apreendeu 84 toneladas da folha prensada pronta para a comercialização.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host