UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 12h20

Imigrantes ilegais chegam à Itália em iate de luxo

ANSA
RIACE, 19 AGO (ANSA) - Um grupo de imigrantes ilegais, a maioria de origem curda, provenientes de Iraque, Turquia, Afeganistão e Síria, chegou ontem à cidade Riace, na Calábria, no sul da Itália, em um iate de luxo, confirmaram hoje as autoridades locais.

O grupo, composto por 51 homens, 36 mulheres e 35 crianças, disse ter viajado por pelo menos seis dias depois de ter saído da Turquia. As autoridades foram avisadas por motoristas, que os viram caminhar por uma estrada local.

Os agentes não excluíram a possibilidade de haver outras pessoas que tenham se distanciado da área do desembarque, a 50 metros da costa. Um dos responsáveis por trazer a embarcação nadou até esse ponto e improvisou um cabo, graças ao qual foi possível o transporte dos imigrantes a bordo de um bote.

O prefeito da localidade, Domenico Lucano, disse à ANSA que seu município está pronto para receber os recém-chegados. "Estamos prontos para acolhê-los".

Riace já havia iniciado um projeto de vanguarda para o recebimento e integração dos imigrantes. No município vivem atualmente 130 deles, que chegaram à Itália nos últimos meses e anos vindos da Palestina, Afeganistão, Etiópia, Eritreia, Somália, Gana, Sérvia e Marrocos. A cidade tem 1.700 habitantes.

"Percebemos que os imigrantes se tornaram uma solução aos nossos problemas e não um problema a mais", afirmou Lucano.

Para o vice-diretor da Cáritas Italiana, Francesco Marsico, a chegada do iate a Calábria "confirma a preocupação" com a vida dos estrangeiros. "O tráfico no [mar] Mediterrâneo não acabou" apontou. "Para nós, resta a preocupação com as pessoas que colocam a vida em risco para chegarem na Itália", concluiu.

Um jovem russo foi detido pela polícia local sob suspeita de ter participado do transporte. Ele foi capturado poucas horas depois do desembarque enquanto caminhava pela mesma estrada em que motoristas avistaram os imigrantes.

Na mochila do rapaz havia um binóculo e uma dezena de telefones celulares. Não seria essa a primeira vez que contrabandistas do Leste da Europa conduzem clandestinos até a costa italiana. Em novembro do ano passado, três ucranianos foram presos por terem trazido um barco com ilegais à mesma região em que o iate foi apreendido ontem.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host