UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 17h43

OEA celebra que mineiros chilenos tenham sido encontrados com vida

ANSA
WASHINGTON, 23 AGO (ANSA) - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza, expressou hoje alegria pelo fato de os 33 mineiros terem sido localizados com vida na mina San José, na região de Atacama, no norte de seu país de origem.

Insulza cumprimentou a operação de busca pelo êxito e "a todos os chilenos, ao governo, aos técnicos e mais especialmente aos mineiros e suas famílias, por sua entrega, sua solidariedade e pela integridade com que fizeram frente à tragédia que viveu e vive todo o país".

Ontem, ao conseguirem levar uma sonda até o local em que acreditava-se que estariam os trabalhadores, as equipes de busca receberam um recado dos homens que afirmava que todos os 33 estão vivos e passam bem. A notícia causou uma onda de alívio no país, após 17 dias de intensas tarefas empreendidas pelas autoridades locais.

Os mineiros receberão em horas água, oxigênio, alimentos e medicamentos, e já foram filmados e conversaram com as equipes por telefone. A retirada dos homens poderá levar até 120 dias.

Em comunicado difundido pela organização, o político acrescentou que "novamente o país projetou uma imagem de unidade, força e otimismo, que identifica e faz tão bem aos chilenos".

"Espero que nas intensas semanas seguintes, este espírito, ao qual me uno de todo o coração, continue prevalecendo no ânimo de nossa sociedade", sustentou o chileno.

Mais cedo, o ministro de Mineração, Laurence Golborne, confirmou o primeiro contato telefônico. "Estão bem, todos sãos, não tiveram nenhum inconveniente, salvo a dor de estômago, e dizem que têm muita fome", disse o representante do governo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host