PUBLICIDADE
Topo

Divorciado, Putin faz galanteio a primeira-dama chinesa e cria gafe

Em Roma

11/11/2014 13h14

O presidente russo, Vladimir Putin, tentou ser cavalheiro com a primeira-dama chinesa, Peng Liyan, mas seu gesto de galanteio quase virou um incidente diplomático na noite desta segunda-feira (10), durante o jantar oficial dos líderes da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), que estão reunidos em Pequim.  

No evento no Cubo de Água da capital chinesa, Putin estava sentado ao lado da primeira-dama. Enquanto o presidente da China, Xi Jinping, conversava com o norte-americano Barack Obama, Putin se levantou e cobriu com um cobertor a primeira-dama, que aparentava sentir frio devido às baixas temperaturas.

Ela sorriu após o gesto do mandatário, mas minutos depois entregou a coberta a uma assistente. As imagens foram captadas pela emissora estatal de televisão (CCTV) e se propagaram em segundos pela internet. Usuários de redes sociais e internautas logo começaram a fazer piadas, já que Putin é divorciado. No site Weibo, que é uma espécie de Twitter da China, até foi criada uma hashtag para a "cortesia".  

A imprensa internacional também repercutiu a gafe, ressaltando que uma das primeiras orientações diplomáticas é "nunca tocar a mulher de um presidente". Após as indiscrições na internet, o governo chinês censurou os conteúdos.

Internacional