Após restrição em fronteiras, UE convoca Suécia e Dinamarca

BRUXELAS, 05 JAN (ANSA) - O comissário europeu para Migração e Cidadania, Dimitris Avramopoulos, convocou uma reunião para a manhã desta quarta-feira (6), em Bruxelas, com os ministros de Alemanha, Dinamarca e Suécia responsáveis por essa área.   

Segundo a Comissão Europeia, o objetivo é promover uma "maior coordenação" para lidar com o enorme fluxo de solicitantes de refúgio dentro do bloco, após os dois países escandinavos terem introduzido controles de identidades em suas fronteiras.   

Primeiro, a Suécia havia aumentado a fiscalização em suas conexões com a Dinamarca, que respondeu adotando a mesma medida na divisa com a Alemanha, temendo um acúmulo de imigrantes em Copenhague. Uma lei aprovada recentemente em Estocolmo obriga as empresas de transporte público que fazem ligações com o território dinamarquês a verificarem se os viajantes estão em posse de documentos de identidade.   

Atualmente, a UE analisa se a legislação está de acordo com as normas europeias e se ela respeita o Tratado de Schengen, que estabelece a livre circulação de pessoas entre a maioria dos Estados-membros do bloco. Por outro lado, uma primeira análise de Bruxelas diz que os controles praticados pela Dinamarca estão em linha com o pacto, que pode ser derrubado temporariamente por algum país signatário para manter a "ordem pública" ou a "segurança nacional", assim como fez a França após os atentados de 13 de novembro.   

"Schengen está sob pressão, e estamos trabalhando para que a situação volte à normalidade, mas ninguém tem uma varinha mágica", declarou o porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos