Países criticam bomba de hidrogênio da Coreia do Norte

BRUXELAS E ROMA, 6 JAN (ANSA) - O anúncio da Coreia do Norte sobre o provável teste de uma bomba de hidrogênio (H) gerou duras condenações da comunidade internacional nesta quarta-feira (6), além de uma convocação emergencial do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A alto representante de política externa da União Europeia (UE), a italiana Federica Mogherini, disse que o teste seria "uma grave violação das obrigações internacionais de não produzir armas nucleares", além de representar uma "ameaça à paz e à segurança da Ásia". Em um comunicado, Mogherini também pediu para o regime norte-coreano "se empenhar em um diálogo significativo e confiável com a comunidade internacional". Por sua vez, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, expressou sua condenação ao que chamou de "contínuo desenvolvimento de armas nucleares e programas de mísseis balísticos" e de "retórica incendiária e ameaçadora" de Pyongyang.   

A Rússia também destacou que, se confirmado, o teste é "uma violação do direito internacional". De acordo com a agência de notícias Tass, o Ministério das Relações Exteriores de Moscou pediu para a Coreia do Norte não fazer nada que "aumente a tensão na região". "Ações como estas podem aumentar a tensão na península coreana, onde existe um alto potência de confronto político-militar", disse o governo russo. "Moscou está extremamente preocupada. O presidente Vladimir Putin ordenou um estudo completo de todos os indicadores, inclusive sismológicos, e uma análise da situação, caso o teste nuclear seja confirmado", contou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. A Itália seguiu a mesma linha e, por meio do chanceler Paolo Gentiloni, disse que o teste, além de violar o direito internacional e os acordos da ONU, "ameaça a segurança". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos