Pirelli apresenta pneu feito com borracha natural de guaiúle

MILÃO, 06 JAN (ANSA) - A empresa italiana Pirelli apresentou seu primeiro pneu de alto desempenho fabricado a partir de borracha natural de guaiúle, uma espécie de arbusto que cresce normalmente em climas áridos, mas não serve para consumo humano.   

Por também ser cultivada com pouca água e sem pesticidas, a planta é uma alternativa viável para a tradicional seringueira, árvore tipicamente brasileira. O composto foi testado recentemente nos campos de provas da companhia na Itália, em um carro Maserati Ghibli.   

Segundo a Pirelli, foram apenas dois anos entre o início do projeto e o primeiro teste prático nas pistas. O pneu começou a ser desenvolvido em 2013, quando a empresa assinou um acordo de fornecimento exclusivo de borracha natural de guaiúle com a Versalis, que pertence à estatal italiana de petróleo ENI.   

Nos campos de provas, o pneu foi submetido a simulações extremas de uso, incluindo situações em piso molhado. Os resultados mostraram o mesmo desempenho de pneus equivalentes feitos com polímeros sintéticos de produtos derivados do petróleo.   

O objetivo da Versalis é incorporar a borracha da guaiúle em toda a indústria, desenvolvendo uma ampla plataforma tecnológica. "Usando uma plataforma tecnológica que visa a utilização integral da guaiúle, será possível produzir pneus e resinas que terão aplicações tanto nas indústrias automotivas quanto no setor de construção civil. Além disso, outros componentes desta matéria-prima poderão ser utilizados nos setores farmacêuticos e de cuidados com a saúde. A parceria com a Pirelli só deve aumentar as chances de sucesso deste projeto"", declarou Sergio Lombardini, diretor de pesquisa e desenvolvimento e tecnologias inovadoras da estatal.   

Já Fabrizio Sanvito, gerente de projetos e de referência técnica da Pirelli, acrescentou que "a fase de testes e controle de pneus de borracha extraída da guaiúle tem sido mais do que positiva". "A escolha de um carro de alto desempenho para a realização desses testes ocorreu pela necessidade de colocar as maiores demandas possíveis sobre os pneus e extrair os resultados mais significativos. Após o sucesso desta primeira fase, agora poderemos avaliar estes protótipos em condições de inverno", ressaltou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos