Suspenso por 8 anos, Platini desiste de eleição na Fifa

PARIS, 07 JAN (ANSA) - Suspenso do futebol por oito anos, o presidente da Uefa, Michel Platini, retirou nesta quinta-feira (7) sua candidatura ao comando da Fifa.   


O anúncio foi feito pelo próprio cartola francês, que viu sua campanha naufragar após a revelação de que Joseph Blatter havia feito em 2011 um pagamento de 2 milhões de francos suíços referente a supostos serviços prestados pelo ex-craque entre 1998 e 2002.   


O lapso de tempo entre os trabalhos e o desembolso levantou a suspeita de propina e atraiu a atenção do Comitê de Ética da Fifa, que decidiu, em dezembro passado, punir os dois com o afastamento de oito anos de qualquer função ligada ao futebol.   


Em declaração à agência "Associated Press", Platini disse que ainda pretende recorrer contra a sentença, mas a proximidade da eleição para escolher o novo presidente da Fifa - 26 de fevereiro - tornou sua candidatura "impraticável". Com isso, a Uefa deve apoiar seu secretário-geral, o ítalo-suíço Gianni Infantino, que é tido como favorito a vencer o pleito.   


Também concorrem à sucessão de Blatter o presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), o barenita Salman Bin Ibrahim al Khalifa; o príncipe da Jordânia Ali Bin al Hussein; o francês Jérôme Champagne, ex-secretário-geral adjunto da Fifa; e o político e empresário sul-africano Mosima Gabriel Tokyo Sexwale. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos