Identidade de autor de ataque em Paris vira mistério

PARIS, 8 JAN (ANSA) - A imprensa francesa especula nesta sexta-feira (8) a verdadeira identidade do homem morto ontem, em Paris, ao tentar invadir com uma faca e um cinturão de explosivos uma delegacia do 18º arrondissement da capital.   

Logo após o atentado, a polícia francesa divulgou que o nome do suspeito era Sallah Ali, um marroquino de 20 anos, baseando-se em impressões digitais. As autoridades dizem que ele nasceu em 1995, em Casablanca, e que foi preso em 2013. No entanto, foi encontrado um bilhete em sua roupa, no qual o homem assumia o ataque em nome do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e que dizia "Eu sou Abou...". Na terceira linha do texto, ainda aparece um outro nome, Tarek B., e uma menção à Tunísia.   

Pela manhã de hoje, a polícia também informou que o cinto explosivo usado pelo jovem teria sido fabricado no bairro de Schaerbeek, em Bruxelas, capital da Bélgica. O país tem servido de refúgio para dezenas de extremistas e seguidores do Estado Islâmico. O ataque de ontem ocorreu em um dia de tristeza para os franceses, que recordaram o aniversário de um ano do massacre ao jornal satírico "Charlie Hebdo", que deixou 12 mortos e cinco feridos.   

Ataque - O jovem tentou invadir uma delegacia de polícia, gritando "Allah Akbar", que em árabe significa "Allah é grande".   

Ele foi morto a tiros pelos agentes de segurança. A Procuradoria de Paris abriu uma investigação por "tentativa de homicídio em um órgão público com foco terrorista". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos