Seul retoma propaganda anticomunista em fronteira

SEUL, 08 JAN (ANSA) - A Coreia do Sul anunciou que retomará as propagandas anticomunistas por meio de alto-falantes instalados na fronteira com a Coreia do Norte, que considera esse tipo de atitude um "ato de guerra".   

A medida de Seul é uma retaliação ao último teste nuclear conduzido por Pyongyang, que diz ter feito simulações com uma bomba de hidrogênio, arma até 50 vezes mais potente que os tradicionais explosivos atômicos de urânio.   

Além disso, o Sul decidiu limitar o acesso à zona industrial de Kaesong, que é compartilhada entre os dois países. As propagandas anticomunistas haviam sido interrompidas em agosto passado para reduzir a tensão com o Norte, que tinha declarado um "estado de quase guerra". Na época, os anúncios eram uma resposta ao incidente com minas de Pyongyang que feriram dois soldados sul-coreanos na zona desmilitarizada entre as duas nações, episódio que provocou também uma rápida troca de tiros na fronteira, mas sem consequências graves. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos