Começa julgamento da Infanta Cristina na Espanha

MADRI, 11 JAN (ANSA) - A Procuradoria do Estado da Espanha pediu o arquivamento do processo contra Cristina de Bourbon, irmã do rei Felipe VI, acusada ao lado de seu marido, o ex-jogador de handebol Iñaki Urdangarin, de fraude fiscal.   

Os dois começaram a ser julgados nesta segunda-feira (11), em um tribunal de Palma de Maiorca, no primeiro processo da história moderna do país europeu a levar um membro da família real ao banco dos réus. A acusação pediu uma condenação de 19 anos de prisão para Urdangarin e de nove anos para a infanta.   

A expectativa é que o procedimento penal dure cerca de seis meses, e mais de 600 jornalistas estão credenciados para cobri-lo. O caso refere-se a uma suspeita de desvio de cerca de 6 milhões de euros em recursos públicos por parte do Instituto Nóos, presidido pelo marido de Cristina de Bourbon entre 2004 e 2006.   

A entidade sem fins lucrativos foi criada por Urdangarin para promover a prática de atividades esportivas, e o dinheiro supostamente desviado teria ido parar na conta de uma empresa de fachada do casal. Outras 15 pessoas estão sendo julgadas, incluindo o sócio do ex-atleta, Diego Torres.   

No último mês de junho, o rei Felipe VI retirou o título de duquesa de Palma de Maiorca da irmã por causa do processo.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos