Mulher de 20 anos morre durante aborto em Nápoles

NÁPOLES, 12 JAN (ANSA) - Uma mulher de 20 anos morreu na tarde desta terça-feira (12), em Nápoles, após ter sido submetida a um aborto voluntário realizado no hospital Antonio Cardarelli.   

Segundo o diretor do local, doutor Franco Paradiso, a vítima faleceu em decorrência de uma hemorragia. O caso provocou momentos de tensão entre médicos e parentes da jovem, que apresentaram uma denúncia à polícia.   

"Faremos uma investigação interna, mas o setor de reanimação já pediu uma autópsia para reconstruir o ocorrido. Em uma primeira análise, os procedimentos parecem ter sido corretos", declarou Paradiso. O governador da região da Campânia, Vincenzo De Luca, disse estar acompanhando o episódio pessoalmente e pediu um relatório aos dirigentes do hospital.   

Já o Ministério da Saúde determinou o envio de inspetores ao Antonio Cardarelli para verificar o que de fato teria provocado a morte da mulher. Atualmente, o aborto é permitido na Itália nos primeiros 90 dias de gestação e nos casos em que a gravidez representa risco para a mãe. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos