Esposa de Maduro quebra silêncio sobre prisão de sobrinhos

CARACAS, 13 JAN (ANSA) - A primeira-dama da Venezuela, Cilia Flores, quebrou seu silêncio sobre a prisão do sobrinho e do filho de criação pelas autoridades norte-americanas. Segundo ela, os jovens foram "sequestrados" pela agência antidrogas dos EUA, a DEA.   

Ela declarou, em entrevista à publicação local "Tal Cual", que os Estados Unidos estão tentando se vingar e forçar a saída do chavismo do poder.   

Flores ainda disse ter provas de que a DEA conduziu uma operação ilegal em solo venezuelano "violando nossa soberania".   

Dois sobrinhos da primeira-dama, esposa de Nicolás Maduro, foram detidos no Haiti em novembro sob acusações de estarem envolvidos no contrabando de 800 kg de cocaína para os Estados Unidos. Efrain Campos e Francisco Flores foram extraditados da ilha caribenha e respondem pelo crime diante da Justiça norte-americana em Nova York. Segundo fontes da DEA consultadas pela agência "Associated Press", eles foram detidos em Porto Príncipe após chegar da Venezuela em um avião particular e estavam portando passaportes diplomáticos, apesar de não ter direito a regalia. Campos, filho da uma falecida irmã de Cilia, foi criado pela primeira-dama e é considerado seu afilhado. A imprensa local chama os jovens de "narcosobrinhos". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos