Suspenso há 4 meses, Valcke é demitido da Fifa

LONDRES, 13 JAN (ANSA) - Suspenso há quatro meses, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, foi demitido pela entidade máxima do futebol mundial nesta quarta-feira (13), após seu envolvimento em um escândalo de venda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.   


Essa é a segunda vez que a Fifa abre mão dos serviços de Valcke.   


Em 2006, ele havia sido afastado do cargo de diretor de marketing sob a acusação de ter mentido em negociações com empresas interessadas em patrocinar a entidade, mas foi nomeado como secretário-geral no ano seguinte, tornando-se braço direito do presidente Joseph Blatter.   


Por meio de comunicado, a federação afirmou apenas que o vínculo com o cartola francês foi rompido, mas não entrou em detalhes.   


No entanto, Valcke é alvo de denúncias feitas pelo empresário Benny Alon, que participa da venda de ingressos para a Copa desde 1990.   


Segundo ele, o agora ex-secretário-geral teria faturado 2 milhões de euros com a comercialização de bilhetes para o Mundial de 2014. A companhia de Alon, a JB Marketing, recebia as entradas do cartola, as vendia com ágio de até 200% e depois repassava metade dos lucros ao parceiro. O acordo envolvia inclusive partidas da seleção brasileira e até a final do torneio.   


Na semana passada, o Comitê de Ética da Fifa recomendou uma suspensão de nove anos para o francês por conta do escândalo. Ao menos por enquanto, o alemão Markus Kattner seguirá no lugar de Valcke como secretário-geral. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos