Ataque atribuído ao PKK no sul da Turquia deixa 6 mortos

ANCARA, 14 JAN (ANSA) - Ao menos seis pessoas morreram e mais de 35 ficaram feridas após uma série de ações violentas lançadas pelos militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), considerado pelo governo de Ancara como um grupo terrorista, no sul da Turquia.   

Eles detonaram na última madrugada um carro-bomba em frente a uma delegacia em Cinar e depois atacaram com morteiros outro local em Midyat, em ataques simultâneos.   

Segundo o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, entre as vítimas estão cinco civis e um policial.   

De acordo com dados coletados pela agência local de notícias "Dogan", a esposa de um policial e um bebê de cinco meses morreram na ação. Além disso, a força da explosão em Cinar foi tanta que uma casa vizinha à delegacia desmoronou. Duas crianças teriam morrido com o colapso.   

Nenhuma vítima fatal foi registrada em Midyat.   

O conflito entre os dois lados já dura anos, com o partido exigindo a independência do Curdistão. Desde meados dos anos 1980, quando o confronto teve início, milhares de pessoas perderam suas vidas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos