França nega teste clínico de medicamento com maconha

PARIS, 15 JAN (ANSA) - A ministra da Saúde da França, Marisol Touraine, negou nesta sexta-feira (15) que o remédio que causou a internação de seis pessoas em Rennes, no noroeste do país, durante testes clínicos continha o princípio ativo da cannabis.   

Em 7 de janeiro, os pacientes - todos homens - tinham iniciado a tomar um medicamento experimental desenvolvido por um laboratório europeu cujo nome não foi confirmado oficialmente, mas começaram a sentir efeitos colaterais três dias depois.   

Um deles já teve a morte cerebral decretada pelos médicos, enquanto os outros cinco seguem internados em estado grave.   

Segundo o jornal "Le Figaro", o remédio foi desenvolvido pela companhia farmacêutica portuguesa Bial e testado pelo laboratório francês Biotrail.   

"Ao contrário do que ouvi dizer, o medicamento não contém cannabis e nem derivados", garantiu Touraine, negando rumores divulgados ao longo do dia pela imprensa local. Segundo a ministra, outros 90 voluntários participaram da mesma pesquisa.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos