Itália cria quase 600 mil vagas estáveis em 11 meses

ROMA, 19 JAN (ANSA) - Nos primeiros 11 meses de 2015, a Itália registrou cerca de 2,1 milhões de contratações a tempo indeterminado, contra 1,5 milhão de rompimentos de vínculos trabalhistas, o que totaliza um saldo positivo de 584 mil vagas estáveis no período.   

Os números foram divulgados nesta terça-feira (19) pelo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e incluem também os contratos a tempo determinado ou de aprendiz que foram transformados para tempo indeterminado. Esses dados representam mais uma boa notícia para o país, que, segundo relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI), deve crescer 1,3% em 2016.   

"Mais de meio milhão de postos de trabalho a tempo indeterminado a mais em 2015. O INPS demonstra o absurdo das polêmicas sobre o Jobs Act", tuitou o primeiro-ministro Matteo Renzi, fazendo referência ao seu "Ato Trabalhista", que flexibilizou os contratos de trabalho na Itália para incentivar a admissão de novos funcionários por parte das empresas.   

Outro indício de que a reforma está dando frutos é a recente queda da taxa de desemprego na nação, que chegou em novembro a 11,3%, o menor valor em três anos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos