Ettore Scola é velado em hospital de Roma

ROMA, 20 JAN (ANSA) - O corpo do diretor italiano Ettore Scola, morto na última terça-feira (19), aos 84 anos, está sendo velado no hospital Policlinico Umberto I, em Roma, local de seu falecimento.   


Já na manhã desta quinta (21), o cineasta será homenageado na Casa do Cinema, também na capital italiana. No entanto, ainda não se sabe quando e onde ele será enterrado. Scola estava em coma no Policlinico desde o último domingo (17).   


Considerado um dos mestres da "comédia à italiana", mas também autor de grandes dramas, o diretor produziu desde 1964 uma extensa filmografia, com destaque para "Nós que nos amávamos tanto", de 1974, "Feios, sujos e malvados", de 1976, "Um dia muito especial", de 1977, e "A família", de 1987. Seu último trabalho é "Que estranho chamar-se Federico", de 2013, que narra o início da carreira do cineasta Federico Fellini, seu contemporâneo.   


"Com Ettore Scola desaparece um protagonista do cinema italiano.   


A cultura e o espetáculo mundiais perdem um grande mestre, que contou, com precisão e sensibilidade extraordinárias, episódios, personagens e períodos da nossa história contemporânea", declarou o presidente da Itália, Sergio Mattarella. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos