BCE mantém juros no mínimo histórico de 0,05%

ROMA, 21 JAN (ANSA) - O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, anunciou nesta quinta-feira (21) a manutenção da taxa básica de juros da zona do euro no mínimo histórico de 0,05%, patamar que, segundo o italiano, permanecerá ainda por um "longo período de tempo".   

A decisão foi tomada devido ao aumento dos riscos de desaceleração da atividade econômica e aos temores de uma deflação. "As expectativas para a inflação ao longo do ano se enfraqueceram em relação a dezembro", explicou Draghi, destacando que o índice de preços na área da moeda comum pode até "deslizar para território negativo" nos próximos meses.   

"O BCE está pronto para agir e colocar em campo todos os instrumentos à sua disposição", acrescentou o presidente. Ele também tranquilizou os mercados financeiros sobre a situação dos bancos italianos, após alguns deles, principalmente o Monte dei Paschi di Siena (MPS), terem sofrido fortes quedas na Bolsa de Milão ao longo da semana devido a temores de uma elevada presença de créditos deteriorados em suas carteiras.   

"Na Itália, os bancos tem um nível de capitalização na média da zona do euro e um alto nível de garantias", disse. Após as palavras de Draghi, o preço das ações do MPS subiu 43,15%.   

"Excelentes as palavras de Draghi. Nos últimos dias, descarregou-se sobre os bancos italianos uma série de tensões difíceis de entender", afirmou o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos