Explosão em apartamento de terrorista deixa mortos no Cairo

CAIRO, 21 JAN (ANSA) - A explosão de uma bomba dentro de um apartamento habitado por suspostos terroristas provocou a morte de ao menos 10 pessoas nesta quinta-feira (21), no Cairo, capital do Egito. Uma fone do Ministério do Interior do Egito, citada pela agência de notícias local Mena, disse que a bomba explodiu durante uma operação militar contra um covil de terroristas na área metropolitana do Cairo. O imóvel ficava na rua Haram, em Giza.   

"Um certo número de terroristas se escondia em um apartamento em uma rua secundária", disseram fontes locais, segundo as quais a polícia invadiu o imóvel e uma bomba explodiu. Ao menos 10 pessoas morreram, entre elas civis e policiais.   

Outras 13 ficaram feridos.   

A imprensa afirma que o apartamento pertencia ao grupo "Ansar Beit al-Maqdis", uma organização ativa no norte do Sinai e filiada ao Estado Islâmico desde novembro do ano passado. No imóvel, foram encontrados laptops com fotos de alvos de atentados, que deveriam ocorrer no aniversário da revolução egípcia, em 25 de janeiro de 2011. Somália - Também hoje, um carro-bomba explodiu na frente de um restaurante em Mogadíscio, na famosa área de Lido Beach. O ataque foi seguido por um tiroteio iniciado por cinco homens. O atentado ocorreu às 19h30 locais (14h30 no horário de Brasília). Cerca de uma hora depois, outro carro-bomba explodiu.   

Ao menos três pessoas morreram. De acordo com testemunhas, os homens entraram no estabelecimento atirando e gritando "Allahu Akbar" ("Deus é Grande", em árabe).   

O grupo fundamentalista Al-Shabaab reivindicou o ataque, segundo a rede Al-Jazeera. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos