Prefeita italiana renuncia após investigação sobre Camorra

ROMA, 21 JAN (ANSA) - A prefeita da cidade de Quarto, Rosa Capuozzo, anunciou a renúncia de seu cargo nesta quinta-feira (21) e afirmou que sua saída é uma vitória da máfia Camorra. "Demito-me do cargo de prefeita. Esta é uma derrota política, mas também uma vitória da Camorra. Não é uma rendição, mas um gesto de responsabilidade por Quarto", afirmou.   

Capuozzo está sem partido desde o dia 12 de janeiro, quando a sigla que representava, o Movimento Cinco Estrelas (M5S), decidiu expulsá-la. A decisão foi tomada após a Procuradoria de Nápoles ouvir a líder sobre uma suposta compra de votos na cidade em prol dos mafiosos.   

A prefeita não era considerada suspeita, mas foi ouvida para esclarecer alguns pontos de votações que estavam sendo investigadas. Porém, outro membro do partido, o vereador Giovanni De Robbio, foi acusado pelo promotor John Henry Woodcock de atuar em prol da máfia.   

Ele foi acusado de chantagear Capuozzo para que ela concedesse favores ao empreendedor Alfonso Cesarano, suspeito de ligação com o clã camorrista dos Polverino. Como ela não cedeu, não foi considerada culpada. De Robbio também sofreu processo de expulsão do partido. Em seu discurso, em meio às lágrimas, a ex-prefeita afirmou que se "sentiu abandonada" pelo M5S. "Não é simples o que estamos enfrentando neste território, com o partido próximo teria sido tudo mais fácil", desabafou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos