Estados Unidos aliviam embargo contra Cuba

WASHINGTON, 27 JAN (ANSA) - A administração Obama começou a afrouxar o embargo comercial contra Cuba, removendo algumas restrições ligadas a viagens, ao setor financeiro e às exportações de certos produtos.   

O Departamento do Tesouro e do Comércio explicou, em nota oficial divulgada na última terça-feira, dia 26, que serão estabelecidas leis para aumentar o apoio ao povo cubano e as viagens autorizadas serão facilitadas.   

Além disso, as alterações irão remover restrições sobre condições de pagamento e financiamento para exportações autorizadas para Cuba para itens que não sejam agrícolas ou commodities.   

Ou seja, as novas regras entram em vigor hoje permitirão às empresas norte-americanas vender produtos a entidades governamentais de Havana. Até o momento, só era possível realizar transações comerciais com empresários.   

A iniciativa é realizada no âmbito da retomada de relações entre os países,anunciada em dezembro de 2014, após mais de meio século de tensões. Apesar de ter "afrouxado" várias questões econômicas, o presidente norte-americano, Barack Obama, não pode levantar o embargo sozinho. É preciso a aprovação do Congresso e, atualmente, o mandatário não conta com a maioria dos parlamentares a seu favor. Em diversos discursos, Obama cobrou que os políticos do país levantassem a medida, pois ela "só afeta os cubanos mais pobres". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos