Poopó, o segundo maior lago da Bolívia, seca

SÃO PAULO, 28 JAN (ANSA) - O segundo maior lago da Bolívia, o Poopó, que fica no sudoeste do país sul-americano, foi oficialmente considerado como seco. O local, que na década de 1990 tinha uma extensão de 2.237 quilômetros quadrados e só perdia para o famoso Titicaca, agora está reduzido a três charcos que não chegam a 1 quilômetro quadrado de área e têm água em uma altura de apenas 30 centímetros. Com o desaparecimento do Poopó, todo um ecossistema foi extinguido, com a perda de espécies de fauna e flora centenárias, que morreram ou migraram para outras regiões. Um exemplo é toda a comunidade de peixes e outros animais aquáticos que estavam no lago e acabaram ficando sem vida no solo seco do terreno.   

O local ainda era um ponto de descanso de pássaros migratórios que deslocavam para o sul. Com o fim do lago, essas aves tiveram que encontrar outra região para repousarem.   

Além disso, os danos do desaparecimento do Poopó também estão sendo sentidos pelas cerca de 350 famílias que moram na região e precisavam do lago para sobreviver.   

Em relação às causas da seca da maioria da água estão fenômenos naturais, mas também humanos. De um lado, o El Niño e o aquecimento foram considerados culpados pelo desastre ambiental.   

Já por outro, o uso desmedido da água pela população para irrigação, indústria e mineração; a contaminação que este último uso causa e a má-administração de fundos e bacias na região também ajudaram no desaparecimento do Poopó. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos