Adele proíbe Trump de usar suas músicas em campanha

NOVA YORK, 1 FEV (ANSA) - A cantora britânica Adele proibiu o pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump de usar sua música como trilha sonora de campanha eleitoral.   


"Adele não deu autorização para que sua música seja utilizada em qualquer campanha política", exolicouum representante da cantora.   


Declaração foi feita após o polêmico magnata ter usado as canções "Rolling In The Deep" e "Skyfall" em comícios, especialmente quando subia ou descia do palco.   


A cantora não foi a única a ter recusado o pedido de Trump.   


Antes dela Neil Young, REM e Steven Tyler, do Aerosmith, disseram que o republicano não poderia fazer uso de suas obras.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos