No berço do Boko Haram, Renzi promete 'destruir' terrorismo

ACCRA, 01 FEV (ANSA) - Em visita à Nigéria, o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse nesta segunda-feira (1º) que ajudará o país africano a "destruir" o terrorismo. A declaração foi dada após um encontro com o presidente Muhammadu Buhari, dois dias depois de o grupo jihadista Boko Haram ter matado pelo menos 65 pessoas em um vilarejo a 5 km de Maiduguri.   

"Os nossos valores e as nossas ideias são muito profundos para serem bloqueados por essas pessoas. Quero exprimir toda a nossa amizade [à Nigéria] pelos trágicos eventos de sábado", declarou o premier italiano, que desde que assumiu o poder, em fevereiro de 2014, vem tentando estreitar as relações entre Roma e a África.   

Em julho passado, Renzi já havia visitado Quênia e Etiópia, um ano depois de ter passado por Angola, Moçambique e Congo. "Por muito tempo, a Itália negligenciou a África, não a considerava uma prioridade, mas a Itália deve ser uma ponte com a África", ressaltou o primeiro-ministro, destacando que é preciso fazer "tudo o que for possível" para tornar o planeta mais "humano".   

"A Itália está com vocês, com o seu povo, nos esforços contra o inimigo Boko Haram", acrescentou Renzi, dirigindo-se aos líderes locais. Além da Nigéria, o chefe de governo também visitará Gana e Senegal. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos