Quer estudar na Itália? Descubra onde e como

Por Ana Ferraz SÃO PAULO, 1 FEV (ANSA) - Rica em cultura e história, a Itália é um país que desperta o interesse de milhões de pessoas todos os anos, não só pelas suas atrações turísticas, mas por toda a sua relevância em áreas como moda, arte e gastronomia. Por isso, a nação é um destino perfeito para quem quer aprender algo novo estudando fora do Brasil.   


As opções são infinitas, variando entre intercâmbios, convênios com universidades ou outras instituições italianas e cursos de algumas semanas em escolas renomadas em todas as regiões da Itália. Existem também vários meios para se conseguir a viagem que, dependendo do caso, pode até ser bancada por uma bolsa de estudos. Confira aqui algumas possibilidades para estudar na Itália: Língua e Cultura Italiana - A língua italiana é considerada uma das mais belas e sexys do mundo. Não é à toa que tantas pessoas se apaixonam por ela e queiram aprendê-la em todos os seus detalhes e nuances. Localizada na famosa Via Cavour, na cidade toscana de Florença, a Accademia Europea di Firenze oferece cursos de língua italiana para todos os níveis, desde o mais básico ao mais avançado, com direito a um certificado e atividades fora da sala de aula, como visitas a museus e lojas típicas e um intercâmbio cultural com famílias italianas. Além disso, o estabelecimento também conta com cursos em outras áreas que podem aumentar o aprendizado e a vivência de cada estudante, sendo elas Música, Arte e Design, Cultura Italiana e Dança. O tempo de permanência do aluno para os cursos de língua é de no mínimo 2 semanas. Já os de outras áreas têm a duração de 10 aulas. Outra excelente opção para aprender italiano são as escolas para estrangeiros. No país, existem duas universidades reservadas somente para não italianos interessados em aprender o idioma e se aprofundar nele: a Università per Stranieri di Siena e a Università per Stranieri di Perugia. Dos dois, o segundo local apresenta um maior número de oportunidades. Na cidade da Úmbria, é possível fazer cursos de italiano nos níveis elementar (básico), intermedio (intermediário) e avanzato (avançado) por no mínimo um mês. Além disso, a escola também oferece cursos sobre cozinha italiana, arte, confecção de cerâmicas, arquitetura da paisagem italiana e ópera. Para finalizar, quem tiver a intenção de aprofundar o conhecimento e prolongar a estadia pode decidir optar por ganhar um diploma nos cursos de graduação e pós-graduação oferecidos pela Università e relacionados à proficiência da língua, à linguística italiana, à comunicação e publicidade, ao ensino de italiano como língua estrangeira e à promoção da Itália e do Made in Italy. Além disso, é importante lembrar que para permanecer mais de três meses na Itália, independente da universidade que será frequentada ou do curso que será feito, é necessário um "permesso di soggiorno", ou seja um visto para que o aluno possa ficar legalmente no país enquanto estuda. Esta permissão só precisa ser obtida para brasileiros que não possuam cidadania italiana e deve ser feita já na Itália até o oitavo dia em que o estudante se encontrar no país. Arte - A Itália é o berço das artes com um dos renascimentos mais fortes e importantes do mundo, conhecido por grandes obras e artistas que deram origem a novas técnicas de pintura e escultura. Mestres clássicos como, Giotto, Michelangelo Buonarroti, Rafael Sanzio, Sandro Botticelli, Leonardo da Vinci e Caravaggio; e mais modernos, como os futuristas Giacomo Balla e Fortunato Depero; surgiram na Itália e fizeram do país um grande expoente das artes plásticas até os dias atuais.   


Para poder aprender um pouco mais sobre toda essa parte decisiva da história e da cultura italiana, centenas de escolas e universidades no país oferecem cursos e graduações na área. Um exemplo é a Accademia d' Arte AD'A, em Florença, onde é possível fazer cursos a partir de duas semanas de duração sobre técnicas de pintura e desenho, escultura, mosaico, afresco, história da arte, desenho de moda e fotografia. Também na cidade toscana, a renomada Accademia di Belle Arte di Firenze é o local ideal para fazer cursos de graduação e pós-graduação bienais ou trienais voltados às artes plásticas junto a italianos. No local, os alunos podem se formar, por exemplo, em pintura, escultura, cenografia e novas linguagens expressivas. Por isso, para conseguir uma das vagas reservadas a estrangeiros na instituição, é preciso passar pelo processo de "preiscrizioni", ou "pré-inscrição", que consta na apresentação de documentos, como o certificado de fluência da língua italiana e de conclusão do Ensino Médio com pelo menos 12 anos de estudos, nas embaixadas e consulados italianos no Brasil. Para obter informações sobre as oportunidades e o todo o procedimento, o site do Ministero dell'Istruzione, dell'Università e della Ricerca (MIUR), responsável pelo acesso de estudantes estrangeiros a instituições de ensino italianas, conta com uma lista com todas as áreas e universidades abrangidas e com o processo de candidatura e inscrição. Também é importante lembrar que o ano letivo na Itália é diferente do Brasil, começando em setembro e terminando em agosto e que por isso, quem pretende começar uma faculdade no país, como na Accademia di Belle Arte di Firenze, tem que ficar atento com o início das inscrições, das matrículas e das aulas. (continua)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos