Viagem de Raúl Castro à França marca aproximação econômica

PARIS, 4 FEV (ANSA) - O presidente francês, François Hollande, disse, após receber seu colega cubano, Raúl Castro, no Palácio do Eliseu, que os Estados Unidos precisam dar fim ao embargo econômico imposto à ilha caribenha há mais de 50 anos.   

"O presidente [Barack] Obama, que fez com que avançassem [as relações entre Washington e Havana], deve, como ele mesmo disse, ir até o final", suspendendo o embargo, o "vestígio da Guerra Fria", declarou o líder francês a jornalistas.   

"A França sempre esteve convencida de que, apesar das tensões internacionais que possam existir, há a necessidade de suspender o embargo e, portanto, acabar com o bloqueio" a Cuba, acrescentou.   

Raúl Castro realizou, no começo da semana, uma visita a Paris centrada em questões de "diplomacia econômica" e na vontade de aprofundar a relação bilateral. A França é um dos maiores parceiros econômicos de Cuba. O líder cubano participou de uma série de reuniões com autoridades francesas durante seu segundo dia no país, como o primeiro-ministro Manuel Valls e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, entre outros.   

Visita acontece em meio à abertura econômica de Cuba. Após assumir o Poder, em 2008, Raúl colocou em marcha o que chamou de "atualização do socialismo" na ilha caribenha. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos