Empresa dará Parmigiano Reggiano como garantia de títulos

ROMA, 05 FEV (ANSA) - Queijo Parmigiano Reggiano como forma de garantia em troca de um empréstimo de seis milhões de euros.   

Isso é o que a cooperativa QuattroMadonne, responsável pela produção mundial de 2% de um dos itens mais típicos da culinária italiana, começou a fazer na Bolsa de Valores de Milão.   

O "Parmesan Bond" é uma debênture (títulos de dívidas de empresas) que usa mecanismos similares a qualquer outro utilizado para favorecer o acesso de empresas menores ao mercado de capitais. A QuattroMadonne, por exemplo, tem 40 sócios e 32 funcionários.   

Cotada no segmento ExtraMot da Bolsa Italiana, os títulos vencem em janeiro de 2022 e garantem um rendimento fixo anual de 5%. O reembolso do capital está previsto a partir de 2018 com extinção total no dia 27 de janeiro de 2022. E se a empresa não tiver como pagar? Os investidores receberão, claro, queijo Parmigiano Reggiano em uma quantidade correspondente a 120% do valor inicial investido.   

A QuattroMadonne está no mercado desde 1967 e produz cerca de 75 mil unidades de queijo por ano. Apesar de inusitada, essa não é a primeira vez que uma empresa usa desse artifício para atrair investimentos.   

O instituto bancário Credem, na Emília-Romana, fornece crédito recebendo como garantia tanto queijos como o famoso Prosciutto de Parma. Outras empresas têm conseguido bons investimentos garantindo, além de queijo, garrafas de vinho em troca. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos