Otan volta a criticar Rússia sobre ataques na Síria

AMSTERDÃ, 05 FEV (ANSA) - O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, voltou a acusar a Rússia de atrapalhar o processo de paz na Síria por bombardear áreas controladas pelos rebeldes anti-governo.   

"Os intensos ataques aéreos russos, que atingem sobretudo as áreas das tropas de oposição na Síria, estão minando os esforços para encontrar uma solução política para o conflito", falou aos jornalistas.   

Segundo Stoltenberg, esses constantes bombardeios, "aumentam a tensão" também com os outros países que fazem fronteira com a Síria, como a Turquia. Recentemente, russos e turcos entraram em uma crise diplomática porque o governo de Ancara derrubou um jato militar de Moscou que teria invadido o espaço aéreo turco.   

"O substancial reforço militar russo na Síria e no Mediterrâneo oriental está mudando o equilíbrio estratégico nesta parte do Mediterrâneo. Por isso, faço um apelo para acalmar a escalada da violência e uma solução política para o conflito sírio", reforçou.   

A Otan e o Kremlin vem trocando constantes acusações e críticas públicas sobre as maneiras de derrotar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e fazer uma transição política para a saída de Bashar al-Assad do poder após cinco anos de guerra civil.   

Enquanto os russos promovem ataques com o aval de Assad - e não apenas contra o EI -, os países ocidentais (que em sua maioria pertencem à Otan) agem mais no Iraque e fazem ataques pontuais na Síria - esses mais específicos nos extremistas.   

Ontem (04), a Organização das Nações Unidas (ONU) suspendeu os diálogos de paz do governo e da oposição síria. Segundo o enviado da entidade para a região, Staffan de Mistura, a paralisação foi necessária para "manter a promessa de paz aos sírios". As conversas devem ser retomadas no próximo dia 25.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos