Itália indenizará ex-detento por prisão superlotada

MILÃO, 07 FEV (ANSA) - O Ministério da Justiça da Itália deverá ressarcir em 1.568 euros (R$ 6,8 mil) um ex-detento condenado por tráfico de drogas que abriu uma ação denunciando o "tratamento desumano e degradante" pelo qual passou na penitenciária de San Vittore, em Milão.   

Emitida pela 10ª seção cível do Tribunal da capital da Lombardia, a sentença equivale a quase 8 euros (R$ 35) para cada um dos 198 dias passados pelo ex-traficante na cadeia, onde ficava em uma cela superlotada, na qual o "espaço per capita" era inferior ao limite mínimo de três metros quadrados.   

Em sua ação, o ex-detento recorreu à Convenção Europeia dos Direitos do Homem e das Liberdades Fundamentais e alegou ter vivido em condições "degradantes" nas penitenciárias de San Vittore, Opera e Bollate. No entanto, o Tribunal de Milão acolheu apenas as denúncias referentes à primeira. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos