Ex de Amanda Knox abre rede social para homenagear mortos

SANREMO, 08 FEV (ANSA) - O engenheiro italiano Raffaele Sollecito, absolvido ao lado de sua ex-namorada Amanda Knox do assassinato da britânica Meredith Kercher, apresentou seu novo projeto: uma rede social para homenagear pessoas mortas.   

A novidade foi divulgada pelo próprio Sollecito durante um dos eventos paralelos ao Festival da Canção Italiana de Sanremo, que acontece na cidade homônima e começa nesta terça-feira (9). "É um portal que nasce como híbrido entre rede social e comércio eletrônico e ao qual chamamos 'Memories' ['Memórias']", contou o engenheiro de 31 anos.   

Segundo ele, os usuários poderão criar perfis em nome de entes queridos que faleceram e homenageá-los com fotos e vídeos. Além disso, haverá a possibilidade de comprar produtos de parceiros do projeto - como flores e coroas - para a lápide da pessoa.   

"A ideia nasceu de um fato triste, ocorrido em 2005, a morte da minha mãe. Desse modo, poderemos diminuir as distâncias", acrescentou. De acordo com Sollecito, o site entrará em funcionamento no próximo mês de março.   

Exato um ano antes, a Corte de Cassação de Roma absolvera de forma definitiva o italiano e a norte-americana Amanda Knox do assassinato da estudante Meredith Kercher, ocorrido em novembro de 2007, na cidade de Perúgia.   

Os dois haviam sido condenados em segundo grau a mais de 20 anos de prisão, mas o veredicto foi derrubado pela principal instância da justiça da Itália, contra a vontade da Promotoria.   

O único condenado pelo crime é o marfinense Rudy Guede, que cumpre pena de 16 anos de cadeia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos