Mulheres-bomba atacam campo de refugiados na Nigéria

ROMA, 10 FEV (ANSA) - Ao menos 65 pessoas morreram e outras 150 ficaram feridas em dois atentados suicidas em um acampamento de refugiados na cidade de Dikwa, na Nigéria. De acordo com a imprensa local, os ataques ocorreram no fim da tarde de ontem (9) e teriam sido praticados pelo grupo extremista Boko Haram, que atua no país e defende a instituição da sharia (lei islâmica). A organização é filiada ao Estado Islâmico (EI, ex-Isis), na tentativa de estabelecer uma nação islâmica.   

Equipes de resgate disseram que duas mulheres cometeram os ataques suicidas e se explodiram em um campo de refugiados que presta assistência a 50 mil pessoas e fica a cerca de 90 de Maiduguri, a principal cidade do estado de Borno. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos