UE critica lentidão da Itália no realocamento de imigrantes

BRUXELAS, 10 FEV (ANSA) - A União Europeia enviou uma carta aos seus 28 países-membros nesta quarta-feira (10) cobrando uma mudança na postura das nações sobre o realocamento de imigrantes.   

"Hoje enviei uma carta para cada ministro do Interior com uma mensagem clara: devemos mudar o passo na realocação [de imigrantes] implantando as medidas decididas imediatamente", informou o comissário europeu para o assunto, Dimitri Avramopoulos.   

A Itália recebeu "especial" atenção do representante, que classificou o trabalho no país de "lento" para receber os 39,6 mil estrangeiros do "sistema de cotas" que redistribui aqueles que chegam à Europa.   

"Apesar do fato dos realocamentos na Itália terem iniciado algumas semanas antes da Grécia, eles ainda estão muito atrasados. A Itália concluiu mais de 14 mil repatriamentos de pessoas que não tinham direito de asilo em 2015 e participou de 11 voos do Frontex de requerentes de asilo rejeitados de outros países-membros. Mas, isso é insuficiente no contexto atual", ressaltou Avramopoulos.   

O documento ainda criticou o atraso nas obras de construção de centros de acolhimentos italianos, para os quais "apenas dois estão plenamente ativos", em Lampedusa e Pozzallo.   

O relatório publicado hoje servirá de base para as discussões sobre a questão de imigrantes entre os líderes dos Estados-membros que ocorrerá na próxima semana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos