Guarda de Aushwitz acusado de matar 170 mil vai a julgamento

BERLIM, 11 FEV (ANSA) - Teve início nesta quinta-feira, dia 11, o processo contra o oficial nazista de 94 anos identificado como Reinhold H. no tribunal de Detmold, na Alemanha. Ele teria colaborado para a morte de cerca de 170 mil judeus no campo de concentração de Auschwitz entre 1943 e 1944.   

Segundo a Promotoria, Reinhold H. atuou dentro da Totenkopfverband, a divisão encarregada pelo extermínio dentro da SS, a guarda nazista. Ele teria ajudado a selecionar quais prisioneiros de Auschwitz seriam mortos.   

O idoso, que tinha 20 anos na época, já admitiu ter trabalhado no campo de concentração, mas negou qualquer envolvimento com as mortes no local.   

O caso atraiu uma multidão formada principalmente por jornalistas e parentes de vítimas do Holocausto.   

Em um primeiro momento, serão lidas as acusações e serão escutadas testemunhas. As audiências devem acontecer até o final de maio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos