Coreia do Sul corta energia elétrica do complexo de Kaesong

PAJU, 12 FEV (ANSA) - A Coreia do Sul anunciou que cortou o fornecimento de energia elétrica para o complexo de Kaesong, que fica na fronteira da Coreia do Norte, a partir da madrugada desta sexta-feira (12). Por consequência, o local parou também de receber a água fornecida por Seul.   

A medida foi tomada um dia após o governo de Pyongyang anunciar a expulsão de todos os 280 sul-coreanos do parque industrial, do congelamento dos ativos das empresas de Seul e de ocupá-lo militarmente.   

A atitude de Kim Jong-un, por sua vez, ocorreu 24 horas depois do governo de Seul anunciar o fechamento do complexo como resposta ao lançamento de um foguete - que é visto como um teste para lançamento de mísseis - e do uso de uma bomba nuclear de hidrogênio.   

Kaesong é o único projeto feito em conjunto entre as duas Coreias e conta com 124 empresas sul-coreanas - que empregam mais de 53 mil norte-coreanos. O local é uma maneira da economia mais fechada do mundo recolher divisas .   

Porém, os recentes testes fizeram com que os dois países cortassem os diálogos de reaproximação. Kim Jong-un ainda afirmou que o fechamento pelos sul-coreanos de Kaesong era "uma declaração de guerra" e que Seul sofreria com as "catastróficas consequências" dessa decisão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos